sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Coisas Perdidas em pedacos de papel.

Most of them don't agree with what's going on
between and me,
But I believe on us
I Believe on our love, our strength, our way to carry it on.
Some people prefer fantasizing,
Believe in once upon a time and happily ever after...
I'd rather not to be the hypocrite.
Love has its ups and downs,
you and me had already been there.
They just don't know what they say to me...
That you and me "is not meant to be"
Just let me tell them honey:
I don't give them a shit.
I love you!
Love you more than the greatest love story to be,
Love you more than anything.
Love you more than chocolate, remember?
Love you close, far... love you wherever.
You're my sweet love...
You're the one with the right words,
no matter if good or bad, your best words are always there.
Thank you for being who you are
For letting me be who I am,
And for making me say in the end of the day:
... It's always getting better...
..........................................................................................................................................................................

Ele queria ir. Pediu a ela. Dentro de si ela nao queria permitir, mesmo assim lhe deu o aval. Achava que ele tinha que saber o que era bom e o que era ruim para os dois.
Ate hoje guarda esse momento em sua cabeca. Assim que terminaram a conversa ela se arrpendeu, mas era tarde e seu orgulho a impediu de voltar atras. Decidiu que tambem seguirira seu caminho e embora se divertisse nas festas e distribuisse sorrisos em todas fotos que estava presente, a cada beijo, a cada noite de sexo descompromissado, ela mergulhava em lembrancas deles dois.
Com o passar do tempo essas memorias foram ficando cada vez mais distantes. Tao distantes quanto ele de sua vida. Ate que ele voltou.
Ele nunca disse a ela que a deixaria para sempre. Ela sentiu seu coracao pulsar quando o viu depois de tanto tempo. Mas o pulsar nao era por ele, era o pulsar da felicidade. Felicidade em saber que ele nao representava mais nada em sua vida.
Naquele momento ela enfim descobria que estava livre, que embora tivesse que ter tido algumas noites casuais e trocados beijos descompromissados, ela finalmente se dava conta de que sabia viver sem ele.
Ele esperava e acreditava que ela o receberia de bracos abertos, mas o que encontrou foi apenas um olhar amigo. Tentou reconquista-la fazendo tudo que ela esperava dele quando estavam juntos. Ele nao entendia que era tarde, que nada daquilo a traria de volta. Agora era ele quem pedia pra ela ficar.
Ele nao sbai, mas no momento em que a deixou foi ela ganhou asas. Nao foi facil, mas hoje ela sabe que pode voar ate onde seus sonhos permitirem.

2 comentários:

Gabs disse...

Nossa Dressa!!!
Foi vc que escreveu???
Pq tipo essa dai q vc descreveu sou euzinha!!
Tipo, ADOREI!!!
Beijocas

Gi Au pair será??? disse...

Mt bonito esse texto. Se foi vc q escreveu tem um gde talento hein.
Adorei teu post!!!! Ou seja o texto e claro.
Bjuus
Boa semana